[2024] 1° LOTE: cadastrados na lista até o dia 17/10 terão desconto de R$1.200
e garantia de reembolso TOTAL no caso de aprovação pelo SISU 2024.1

[2024] 1° LOTE: cadastrados na lista até o dia 17/10 terão desconto de R$1.200 e garantia de reembolso TOTAL no caso de aprovação pelo SISU 2024.1

Lote 3 da AM: você tem até o dia 19/01 para se matricular
com 20% de desconto e parcelar em até 11x sem juros

Lote 3 da AM: você tem até o dia 19/01 para se matricular com 20% de desconto e parcelar em até 11x sem juros

[2024] Black Friday da AM: vagas abertas até o dia 8/12 com 25% de desconto
e garantia de reembolso TOTAL no caso de aprovação pelo SISU 2024.1

[2024] Black Friday da AM: vagas abertas até o dia 8/12 com 25% de desconto e garantia de reembolso TOTAL no caso de aprovação pelo SISU 2024.1

amblog-white

8 dicas sobre como interpretar um texto no ENEM para passar em Medicina

A interpretação de texto ENEM é extremamente fundamental para a realização de todas as matérias da prova. De linguagens a matemática. Sem ela, você não consegue avançar bem na prova e obter um bom desempenho.

Mas, também é um fato que a interpretação de texto é essencial em toda a nossa vida, afinal, passamos muito tempo lendo. Seja nas ruas ou nas redes sociais, estamos sempre lendo, e, claro, realizando a interpretação de texto.

É óbvio que, durante a prova do enem, devemos realizar a interpretação de texto de forma muito mais rápida e estratégica do que no dia a dia comum.

Mas, se você acredita que tem dificuldades na interpretação de texto, não se preocupe, neste texto vamos te apresentar algumas dicas para melhorar suas análises e de forma específica para arrasar no Enem. Acompanhe!

Saiba como interpretar textos para o Enem. | Foto: Freepik.

Ao que devemos nos atentar para interpretar bem um texto?

Antes de mais nada, você precisa de muita leitura. Ela será fundamental para avançar na boa interpretação. Leia bastante e diferentes tipos de texto e, quando possível, diferentes opiniões dos mesmos textos. É importante exercitar seu entendimento e conhecer também o de outras pessoas.

Quando você conseguir extrair diferentes análises de um mesmo texto, estará pronto para analisar os textos que acompanham as questões do Enem.

Vamos a um passo a passo de como interpretar um texto? Veja a seguir!

Ler com atenção

Leia com atenção. A concentração é fundamental numa prova de longa duração como no Enem. Mantenha-se concentrado e atente-se bem aos enunciados, eles serão seu guia para saber o que buscar em casa um dos textos.

Faça releituras

Tem dúvidas? Leia de novo, quantas vezes for necessário. Se ainda tem dúvidas, deixe a questão para depois e siga em frente para as próximas. Passar tanto tempo numa só questão pode te deixar nervoso, então, siga em frente.

Mantenha-se atualizado

Atualidades é um tema bastante diverso, mas que sempre está presente no Enem. Então, fique atento a jornais e notícias.

Ética

A ética deve ser o carro-chefe de toda a prova, então, atente-se sempre a ela.

3 dicas para ir bem no ENEM e conseguir nota de corte para o curso de Medicina

O curso de medicina é, de fato, muito concorrido. Veja algumas dicas para se destacar à frente de outros candidatos!

Entenda seu dia a dia e crie um plano de estudos

Para criar seu plano de estudos, você deve saber bem como você funciona no aprendizado. Faça um plano que se adeque a você e sua rotina que facilitará muitas coisas ao longo do ano de estudos.

Priorize conteúdos mais relevantes e resuma

Muitos estudantes vão contra esta lógica, mas é fundamental descansar. Uma mente cheia de preocupações vai te atrapalhar na hora da prova e dos estudos, então, inclua o descanso na sua rotina. Assim, você sairá muito melhor.

Questões de interpretação do ENEM para praticar

Confira:

1) De vez em quando, nas redes sociais, a gente se pega compartilhando notícias falsas, fotos modificadas, boatos de todo tipo. O problema é quando a matéria é falsa. E, pior ainda, se é uma matéria falsa que não foi criada por motivos humorísticos ou literários (sim, considero o “jornalismo ficcional” uma interessante forma de literatura), mas para prejudicar a imagem de algum partido ou de algum político, não importa de que posição ou tendência. Inventa-se uma arbitrariedade ou falcatrua, joga-se nas redes sociais e aguarda-se o resultado. Nesse caso, a multiplicação da notícia falsa (que está sempre sujeita a ser denunciada juridicamente como injúria, calúnia ou difamação) se dá em várias direções. Antes de curtir, comentar ou compartilhar, procuro checar as fontes, ir aos links originais.

O texto expõe a preocupação de uma leitora de notícias on-line de que o compartilhamento de conteúdos falsos pode ter como consequência a

A.Displicência natural das pessoas que navegam pela internet.

B.Desconstrução das relações entre jornalismo e literatura.

C.Impossibilidade de identificação da origem dos textos.

D.Disseminação de ações criminosas na internet.

E.Obtenção de maior popularidade nas redes.

2) A mídia divulga à exaustão um padrão corporal determinado, padrão único, branco, jovem, musculoso e, especialmente no caso do corpo feminino, magro. Pesquisas apontam para o fato de que esse padrão de beleza divulgado se aplica apenas de 5 a 8% da população mundial. Especialmente no Brasil, onde a diversidade é uma característica marcante, a mídia no geral acaba por mostrar seu desprezo pela riqueza de tipos, de raças, pela própria mestiçagem, insistindo num padrão único de beleza tanto para mulheres quanto para homens.

Em relação aos aspectos do padrão corporal dos brasileiros, compreende-se que esta população:

A.É caracterizada pela sua rica diversidade.

B.Possui, em sua maioria, mulheres obesas.

C.Está devidamente representada na grande mídia.

D.Tem padrão de beleza idêntico aos demais países.

É. composta, na maioria, por pessoas brancas e magras.

3) 10 anos de “hashtag”: a ferramenta que mobiliza a internetA “hashtag”, ícone das redes sociais, celebrou em 2017 seus primeiros 10 anos de uso no acompanhamento dos grandes eventos mundiais com um efeito de mobilização e expressão de emoção e humor. A palavra-chave precedida pelo símbolo do jogo da velha foi popularizada pelo Twitter antes de ser incorporada por outras redes sociais. A invenção foi de Chris Messina, designer americano especialista em redes sociais. Em 23 de agosto de 2007, o usuário intensivo do Twitter propôs em um tuíte usar o jogo da velha para reagrupar mensagens sobre um mesmo assunto. Ele lançou, então, a primeira “hashtag” #barcamp sobre oficinas participativas dedicadas à inovação na web. O compartilhamento das palavras-chaves — que já são citadas 125 milhões de vezes por dia no mundo — já serviu de trampolim para mobilizações em massa. Alguns slogans que tiveram grande efeito mobilizador foram o #BlackLivesMatter (Vidas negras importam), após a morte de vários cidadãos americanos negros pela polícia, e #OccupyWallStreet (Ocupem Wall Street), referente ao movimento que acampou no coração de Manhattan para denunciar os abusos do capitalismo. AFP.

Ao descrever a história e os exemplos de utilização da hashtag, o texto evidencia que:

A.A incorporação desse recurso expressivo pela sociedade impossibilita a manutenção de seu uso original.

B.A incorporação desse recurso expressivo pela sociedade o flexibilizou e o potencializou.

C.A incorporação pela sociedade caracterizou esse recurso expressivo de forma definitiva.

D.Esse recurso expressivo se tornou o principal meio de mobilização social pela internet.

E.Esse recurso expressivo preciso.

4) Vó Clarissa deixou cair os talheres no prato, fazendo a porcelana estalar. Joaquim, meu primo, continuava com o queixo suspenso, batendo com o garfo nos lábios, esperando a resposta. Beatriz ecoou a palavra como pergunta, “o que é lésbica?”. Eu fiquei muda. Joaquim sabia sobre mim e me entregaria para a vó e, mais tarde, para toda a família. Senti um calor letal subir pelo meu pescoço e me doer atrás das orelhas. Previ a cena: vó, a senhora é lésbica? Porque a Joana é. A vergonha estava na minha cara e me denunciava antes mesmo da delação. Apertei os olhos e contraí o peito, esperando o tiro. […] […] Pensei na naturalidade com que Taís e eu levávamos a nossa história. Pensei na minha insegurança de contar isso à minha família, pensei em todos os colegas e professores que já sabiam, fechei os olhos e vi a boca da minha vó e a boca da tia Carolina se tocando, apesar de todos os impedimentos. Eu quis saber mais, eu quis saber tudo, mas não consegui perguntar. POLESSO, N. B. Vó, a senhora é lésbica? Amora. Porto Alegre: Não Editora, 2015 (fragmento).

A situação narrada revela uma tensão fundamentada na perspectiva do:

A.Conflito com os interesses de poder.

B.Silêncio em nome do equilíbrio familiar.

C.Medo instaurado pelas ameaças de punição.

D.Choque imposto pela distância entre as gerações.

E.Apego aos protocolos de conduta segundo os gêneros.

5) O trabalho não era penoso: colar rótulos, meter vidros em caixa, etiquetá-las, selá-las, envolvê-las em papel celofane, branco, verde, azul, conforme o produto, separá-las em dúzias… Era fastidioso. Para passar mais rapidamente às oito horas havia o remédio: conversar. Era proibido, mas quem ia atrás de proibições? O patrão vinha? Vinha o encarregado do serviço? Calavam o bico, aplicavam-se ao trabalho. Mal viravam as costas, voltavam a taramelar. As mãos não paravam, as línguas não paravam. Nessas conversas intermináveis, de linguagem solta e assuntos crus, Leniza se completou. Isabela, Afonsina, Idália, Jurete, Deolinda – foram mestras. O mundo acabou de se desvendar. Leniza perdeu o tom ingênuo que ainda podia ter. Ganhou um jogar de corpo que convida, um quebrar de olhos que promete tudo, à toda, gratuitamente. Ficou mais quente. A própria inteligência se transformou. Tornou-se mais aguda, mais trepidante.

O romance, de 1939, traz à cena tipos e situações que espelham o Rio de Janeiro daquela década. No fragmento, o narrador delineia esse contexto centrado no:

A.Julgamento da mulher fora do espaço doméstico.

B.Relato sobre as condições de trabalho no Estado Novo.

C.Destaque a grupos populares na condição de protagonistas.

D.Processo de inclusão do palavrão nos hábitos de linguagem.

E.Vínculoo entre as transformações urbanas e os papéis femininos.

Quer mandar bem nas questões de interpretação de texto ENEM? Realize os cursos e métodos da AMentoria para se destacar! Com aulas personalizadas e mentorias, todo o suporte é oferecido para melhorar sua performance.

Gostou do conteúdo?🤔

Então compartilhe com seus amigos.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

📄 Últimas notícias

📚 Informativos

Gostou do conteúdo?🤔

Então compartilhe com seus amigos.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Outros artigos que podem te interessar

cropped-Icone-fundobranco.png

Publicado por Amentoria
29/09/2023

cropped-Icone-fundobranco.png

Publicado por Amentoria
28/09/2023

amblog

O melhor lugar para você encontrar conteúdos GRATUITOS que vão te ajudar no Enem.

Nossos produtos

Fale com nosso comercial

contato@amentoriaenem.com.br

Seg a Sex das 08:00 às 18h

Todos os Direitos Reservados 2021 | Amentoria Enem