[2024] 1° LOTE: cadastrados na lista até o dia 17/10 terão desconto de R$1.200
e garantia de reembolso TOTAL no caso de aprovação pelo SISU 2024.1

[2024] 1° LOTE: cadastrados na lista até o dia 17/10 terão desconto de R$1.200 e garantia de reembolso TOTAL no caso de aprovação pelo SISU 2024.1

Lote 3 da AM: você tem até o dia 19/01 para se matricular
com 20% de desconto e parcelar em até 11x sem juros

Lote 3 da AM: você tem até o dia 19/01 para se matricular com 20% de desconto e parcelar em até 11x sem juros

[2024] Black Friday da AM: vagas abertas até o dia 8/12 com 25% de desconto
e garantia de reembolso TOTAL no caso de aprovação pelo SISU 2024.1

[2024] Black Friday da AM: vagas abertas até o dia 8/12 com 25% de desconto e garantia de reembolso TOTAL no caso de aprovação pelo SISU 2024.1

amblog-white

Livros que caem no Enem: veja lista

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma das mais importantes provas de avaliação do conhecimento no Brasil, com milhões de estudantes participando anualmente em busca do sonho de ingressar no ensino superior. Uma das áreas-chave dessa avaliação é a literatura brasileira, e entender quais livros podem ser cobrados no Enem é essencial para uma preparação eficaz.

Neste artigo, exploraremos em detalhes a lista de livros que mais caem no Enem, fornecendo informações essenciais sobre cada obra e por que elas são relevantes para o exame.

livros enem
Livros que caem no Enem: veja lista | Foto: Freepik.

Prepare-se para mergulhar na riqueza da literatura brasileira e desvendar os segredos por trás das páginas que podem definir seu sucesso no Enem. Vamos explorar autores renomados, analisar as características de cada livro e oferecer dicas valiosas sobre como se preparar para essa parte crucial do exame.

Se você está pronto para embarcar nessa jornada literária e se preparar para o Enem como nunca antes, siga adiante. 

Existe alguma leitura obrigatória para o Enem?

Uma das perguntas mais frequentes entre os estudantes que se preparam para o Enem é: “Existe alguma leitura obrigatória para o Enem?” A resposta direta é não. Ao contrário de alguns vestibulares tradicionais que têm uma lista rígida de obras literárias que os candidatos devem ler, o Enem adota uma abordagem diferente.

No Enem, não há uma lista oficial de livros que os participantes são obrigados a ler. Isso pode ser um alívio para muitos estudantes, mas também pode gerar dúvidas sobre como se preparar adequadamente para a parte de literatura do exame. A ausência de uma lista específica não significa, no entanto, que você pode ignorar completamente a leitura de obras literárias.

Em vez disso, o Enem geralmente faz referência a trechos de obras literárias em suas questões, especialmente na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. Estes trechos são escolhidos para testar a capacidade dos candidatos de interpretar e analisar textos, identificando elementos como contexto histórico, social e político, concepções artísticas e valores sociais.

Embora não haja uma lista oficial, ao longo dos anos, uma série de autores e obras têm aparecido com frequência nas questões do Enem. 

Porém, apesar de alguns autores e suas obras se destacarem, é importante lembrar que o Enem pode surpreender com trechos de outros escritores e gêneros literários, como poesias, poemas, charges e até mesmo canções populares brasileiras. Portanto, uma abordagem abrangente é fundamental para uma preparação eficaz.

A chave para se preparar para a seção de literatura do Enem é não apenas ler essas obras, mas também compreender o contexto em que foram escritas, as características literárias e as mensagens que transmitem. Afinal, o Enem não se trata apenas de testar o conhecimento, mas também de avaliar a capacidade de interpretar e analisar informações.

Agora que entendemos a ausência de uma lista de leituras obrigatórias, vamos explorar mais a fundo as obras e autores que podem aparecer no Enem, para que você esteja preparado para enfrentar qualquer desafio literário que o exame possa apresentar.


Saiba quais são os livros que mais aparecem no Exame Nacional do Ensino Médio

Com uma abordagem diversificada e ampla, o Enem abrange várias áreas do conhecimento, incluindo linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e redação. Entre essas áreas, a literatura desempenha um papel significativo, desafiando os candidatos a interpretar e analisar textos literários de uma série de obras e autores.

Aqui estão alguns dos autores e obras que mais aparecem no Enem:

1. Machado de Assis: Este grande mestre da literatura brasileira é um dos favoritos do Enem. Obras como “Memórias Póstumas de Brás Cubas” e “Dom Casmurro” frequentemente são abordadas nas questões.

2. Graciliano Ramos: Conhecido por sua escrita crua e realista, Graciliano Ramos é autor de “Vidas Secas”, uma obra que reflete as duras condições de vida no nordeste brasileiro.

3. Clarice Lispector: A autora de “A Hora da Estrela” e “A Paixão Segundo G.H.” é conhecida por sua prosa introspectiva e estilo literário único.

4. Carlos Drummond de Andrade: Um dos principais poetas brasileiros do século XX, Drummond é autor de “Alguma Poesia” e suas poesias costumam ser alvo de questões do Enem.

5. Guimarães Rosa: Autor de “Grande Sertão: Veredas”, uma das obras mais importantes da literatura brasileira, Guimarães Rosa também é frequentemente mencionado no Enem.

6. José de Alencar: O indianismo romântico de Alencar, exemplificado em obras como “Iracema”, também pode ser tema de questões.

7. Jorge Amado: Este renomado escritor baiano, autor de “Capitães da Areia”, é outro nome que pode surgir nas questões do Enem.

8. Aluísio Azevedo: Sendo o cérebro brilhante por trás da escrita de “O Cortiço”, Azevedo é conhecido por sua abordagem naturalista da sociedade brasileira.

9. Eça de Queirós: Embora seja de origem portuguesa, Eça de Queirós é frequentemente mencionado no Enem, com destaque para “A Cidade e as Serras”.

10. Mário de Andrade: Autor de “Macunaíma”, uma obra que incorpora elementos do folclore brasileiro, Mário de Andrade também pode ser objeto de questões.

Esses autores e suas obras são citados aqui como referências importantes, mas é importante lembrar que o Enem pode abordar uma variedade de gêneros literários, incluindo poesia, contos, crônicas e até mesmo músicas populares brasileiras. Portanto, uma abordagem ampla e diversificada na preparação é fundamental.

Embora o Enem não exija a leitura completa de todas essas obras, é importante ter familiaridade com seus temas, contextos históricos e características literárias. Dessa forma, os estudantes estarão mais bem preparados para enfrentar qualquer desafio literário que o exame possa apresentar. Afinal, a literatura não é apenas um componente do Enem; é uma janela para a compreensão mais profunda da cultura e da sociedade brasileira. 


Por que é importante conhecer essas obras?

Vamos explorar algumas razões pelas quais a familiaridade com essas obras é fundamental:

1. Contextualização Histórica e Social: Muitas das obras literárias mencionadas têm um profundo vínculo com o contexto histórico e social do Brasil. Conhecer essas obras ajuda os estudantes a compreenderem melhor a evolução da sociedade brasileira, suas contradições e desafios ao longo do tempo.

2. Compreensão da Identidade Cultural: A literatura é uma expressão da cultura de um povo. As obras de autores brasileiros clássicos, como Machado de Assis e Graciliano Ramos, oferecem visões únicas da cultura brasileira, suas tradições, mitos e desafios. Conhecê-las contribui para uma compreensão mais profunda da identidade cultural do país.

3. Desenvolvimento de Habilidades Literárias: O Enem avalia não apenas o conhecimento sobre as obras, mas também a capacidade dos estudantes de analisar textos literários, identificar elementos literários, compreender personagens e contextos. Estudar essas obras ajuda a aprimorar essas habilidades críticas e analíticas.

4. Aprender a Interpretar Textos Complexos: Muitas das obras clássicas da literatura brasileira apresentam textos complexos, repletos de simbolismo, metáforas e nuances. O estudo dessas obras desafia os candidatos a lidarem com textos literários mais sofisticados, preparando-os para enfrentar questões desafiadoras no Enem.

5. Enriquecimento do Vocabulário: A leitura de obras literárias, especialmente aquelas escritas em diferentes épocas, pode ajudar a enriquecer o vocabulário. Autores como Machado de Assis e Carlos Drummond de Andrade usam uma linguagem rica e variada, que pode expandir o repertório linguístico dos leitores.

6. Preparação para a Redação: A literatura frequentemente aborda temas relevantes para a sociedade, como justiça, desigualdade, identidade e moralidade. Esses temas são valiosos para a preparação da redação do Enem, pois permitem que os estudantes desenvolvam argumentos sólidos e embasados em suas análises literárias.

7. Amplo Espectro de Conhecimento: O Enem é conhecido por sua abordagem multidisciplinar, e a literatura desempenha um papel importante nas questões de ciências humanas e linguagens. O conhecimento das obras literárias contribui para um espectro de conhecimento mais amplo, tornando os estudantes mais bem preparados para todas as áreas do exame.

Resumindo, podemos dizer que conhecer as obras e autores que mais aparecem no Enem não apenas aumenta as chances de um bom desempenho nessa parte da prova, mas também enriquece a formação cultural e intelectual dos candidatos. Portanto, ao se preparar para o Enem, considere essas obras como aliadas no caminho para o sucesso acadêmico e cultural.

livros enem
Os Livros Mais Requisitados no Enem: Confira a Lista | Foto: Freepik.


Como essas obras podem aparecer nas questões?

Como essas obras podem ser abordadas nas questões? Vamos explorar algumas maneiras pelas quais essas obras podem aparecer no Enem:

1. Interpretação de Trechos: Uma forma comum de abordagem é a apresentação de trechos de obras literárias, seguidos de questões que exigem interpretação. Os estudantes podem ser solicitados a analisar o significado de um trecho específico, identificar elementos literários, como metáforas ou símbolos, e relacionar o trecho ao contexto geral da obra.

2. Questões Contextuais: O Enem também pode fazer perguntas que exigem conhecimento do contexto histórico, social e cultural em que a obra foi escrita, pedindo que a obra, os eventos históricos, movimentos culturais ou questões sociais da época sejam relacionados.

3. Comparação de Obras: Em algumas questões, os candidatos podem ser solicitados a comparar duas ou mais obras literárias. Isso requer uma compreensão sólida das obras em questão, bem como a capacidade de identificar semelhanças e diferenças em termos de temas, estilos ou personagens.

4. Análise de Personagens: Os personagens são elementos centrais nas obras literárias, e o Enem pode apresentar questões que exigem uma análise aprofundada dos personagens. Isso inclui compreender suas motivações, desenvolvimento ao longo da história e impacto na trama.

5. Temas Recorrentes: Muitas obras literárias abordam temas universais, como amor, poder, justiça, identidade e alienação. As questões do Enem podem explorar esses temas, pedindo que seja  identificado como eles são desenvolvidos nas obras.

6. Relação Autor-Obra: Os estudantes também podem ser questionados sobre a relação entre o autor e sua obra. Isso pode envolver a compreensão das influências pessoais do autor, seu estilo literário característico e como esses elementos se manifestam na obra.

7. Questões de Gênero Literário: O Enem não se limita a romances; ele também pode abordar diferentes gêneros literários, como poesia, crônicas e contos. É preciso estar preparado para analisar e interpretar textos de diferentes gêneros ao realizar a prova.

8. Significado Cultural e Social: Além da análise textual, as questões do Enem muitas vezes exploram o significado cultural e social das obras. Os candidatos podem ser questionados sobre como a obra contribui para a compreensão da cultura brasileira, questões sociais ou desafios contemporâneos.

Em resumo, as obras literárias podem aparecer no Enem de diversas maneiras, exigindo dos estudantes não apenas o conhecimento das histórias, mas também a capacidade de interpretar textos, contextualizá-los e relacioná-los a aspectos culturais e sociais mais amplos. Portanto, estudar essas obras de forma abrangente é fundamental para obter sucesso na prova de Linguagens e, por extensão, no Enem como um todo.

Agora que você já tem uma ideia de livros que podem ser cobrados no Enem, tente ao máximo conhecer essas obras e seus autores. Lembrando que uma preparação completa para o Enem envolve não apenas o estudo da literatura, mas também de todas as áreas do conhecimento. Se você está buscando um cronograma de estudos completo para se preparar para o Enem, não deixe de conferir o Cronograma Faixa Preta e explorar todos os recursos oferecidos pela A Mentoria Enem para impulsionar o seu desempenho no exame. O Enem é uma oportunidade importante em sua jornada acadêmica, e uma preparação sólida pode fazer toda a diferença.

Gostou do conteúdo?🤔

Então compartilhe com seus amigos.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

📄 Últimas notícias

📚 Informativos

Gostou do conteúdo?🤔

Então compartilhe com seus amigos.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Outros artigos que podem te interessar

cropped-Icone-fundobranco.png

Publicado por Amentoria
29/09/2023

cropped-Icone-fundobranco.png

Publicado por Amentoria
28/09/2023

amblog

O melhor lugar para você encontrar conteúdos GRATUITOS que vão te ajudar no Enem.

Nossos produtos

Fale com nosso comercial

contato@amentoriaenem.com.br

Seg a Sex das 08:00 às 18h

Todos os Direitos Reservados 2021 | Amentoria Enem