ūüö® Oficial: Nota de Esclarecimento

Aqui est√° a nota oficial esclarecendo o que ocorreu esses dias…

Hoje de manhã, eu revi um vídeo muito especial pra mim, que carrega uma mensagem que tem tudo a ver com o que vai ser falado aqui nesse email de nota oficial de esclarecimento.

 

O vídeo se trata de uma pregação de Tiago Brunet, e fala sobre as dores que sentimos ao passar pelos erros e dificuldades que acontecem durante a vida.

 

O link pra esse vídeo vai estar no P.S., lá embaixo desse email. E, por agora, eu quero que você somente preste atenção às palavras desse email porque é através delas que eu pretendo esclarecer o que ocorreu esses dias.

 

Até porque como qualquer AMer que faz parte dessa Família sabe, um dos valores que nós vemos com maior apreço é a Transparência.

 

√Č o ato de n√£o esconder o jogo e de conseguir transmitir o que voc√™ t√° sentindo e pensando de maneira honesta, sem deixar as poss√≠veis consequ√™ncias te impedirem de te fazer isso.

 

E, hoje, eu espero que esse email seja mais uma prova de como nós valorizamos isso.

 

Porque eu não sou à prova de falhas. Eu também deixo algumas coisas passar. Eu também sou imperfeito.

 

E, como a imperfeição faz parte de qualquer Família, eu jamais poderia esconder isso de você Рou então estaria sendo extremamente desonesto.

 

E da mesma forma que eu sempre te falo que nossos erros e dificuldades são as maiores oportunidades que a vida nos dá de evoluir, eu tomo essa lição pra mim mais uma vez.

 

Porque, apesar de toda a situação ter sido um grande mal entendido e uma grande infelicidade, eu puxo a responsabilidade de comunicador pra mim e te falo:

 

Mesmo sendo extremamente cuidadoso e detalhista com cada coisinha que chega até você, eu, ainda assim, deixei brecha pra algo super negativo fosse interpretado. E, apesar de saber que essa não condiz com a postura que cada AMer sabe que a AM tem, eu assumo essa responsabilidade e aproveito pra encarar essa situação como uma chance de ser ainda melhor… de evoluir ainda mais. Eu poderia vir aqui e dizer que fui entendido de maneira errada, mas se isso aconteceu, foi porque eu dei brechas pra acontecer. E, pode ter certeza, eu vou fazer o que tá ao meu alcance pra não deixar isso acontecer novamente.

 

E, pra ser 100% transparente, eu quero esclarecer o que foi essa situação toda com o intuito de deixar todo mundo na mesma página.

 

Eu quero que mesmo quem nem saiba do que eu t√ī falando entenda qual foi o deslize que aconteceu, pra que possa entender a situa√ß√£o por completo e tirar suas pr√≥prias conclus√Ķes.

 

Afinal, a Família AM não tem nada a esconder de você.

 

Eu quero que você vire essa página junto comigo e, se você tiver qualquer outro ponto que achar que não foi mencionado nesse email, eu te encorajo a vir falar comigo pela DM.

 

Eu quero te dar a chance de ser ouvido, pra que você tenha absoluta certeza que a postura dessa Família é uma só: te proporcionar o melhor ambiente possível pra que você realize o seu sonho.

 

Voc√™ t√° careca de saber: eu pr√≥prio j√° fui vestibulando e sei o quanto os ambientes de prepara√ß√£o podem ser t√≥xicos pra gente que √© aluno. E qualquer percep√ß√£o de que a AM √© minimamente parecida nesse sentido com qualquer ambiente assim t√° h√° milhares de quil√īmetros de dist√Ęncia do que a gente quer proporcionar pra voc√™.

 

√Č por isso que quando eu recebi algumas mensagens de alunos me falando que eu passei a impress√£o de que ‚Äúquem estudou de verdade (ou seja, quem tava dentro da AM) n√£o achou a prova dif√≠cil‚ÄĚ, eu fui pego de surpresa.

 

Quando eu fiz esse story, eu tinha acabado de descobrir que a prova do segundo dia tinha sido num nível muito acima do esperado. E que tinha muito aluno faixa preta falando que não tinha conseguido dar conta como esperava (e como conseguiu fazer durante toda a preparação).

 

Sabendo disso, o primeiro pensamento que me veio à cabeça foi: se tanto aluno faixa preta tá achando essa prova num nível elevado, imagine quem não tomou o cuidado de se aprofundar em cada assunto?

 

Em outras palavras, imagine quem tava em ambientes que n√£o se preocuparam em tornar o aluno especialista em cada assunto – e se contentavam em passar os conte√ļdos de forma rasa e superficial?

 

Assim que percebi isso, vi que essa dificuldade elevada da prova seria um ponto positivo pra quem de fato estava num ambiente que refor√ßa a import√Ęncia de ter verticalidade na compreens√£o dos assuntos.

 

Porque quem tinha segurança que estudou com profundidade sabia que todo mundo tava achando aquela prova difícil. E quem não teve essa segurança talvez tenha deixado o nível da prova assustar, e não conseguiu seguir a estratégia do jeito certo Рo que levaria a um baque grande na TRI.

 

E foi pensando nisso que eu postei o story falando essa vis√£o em poucos par√°grafos, sem parar e pensar que poderia ser interpretado de outra forma.

 

E, olhando pra tr√°s e vendo cada relato de quem entendeu dessa forma, eu consigo entender que deixei brechas pra interpreta√ß√Ķes que n√£o condizem com o que eu acredito.

 

Eu deixei brechas pra que voc√™, AMer, lesse o que eu escrevi e pensasse que eu tava indo na mesma linha daqueles cursinhos e gurus que falam: ‚Äúquem faz o meu curso ou t√° dentro do meu cursinho passa‚ÄĚ.

 

Quando, na verdade, minha visão é completamente diferente disso. Volto a dizer: eu já fui vestibulando e sei o quanto eu repudio esse discurso. 

 

Minha tentativa √© de criar um ambiente onde quem consome nossos conte√ļdos j√° consegue ter excelentes resultados – que √© o que de fato acontece. As dezenas de depoimentos todas as semanas falam por si pr√≥prias.

 

O cursinho da AM, que vem com um mentor individual, vem como uma forma de entregar as ferramentas que você precisa pra acelerar os seus resultados Рe não como um pré-requisito pra alcançar seu sonho. O que você vê no insta e na plataforma são exatamente o que eu gostaria de ter tido durante a minha própria preparação.

 

E, por mais que eu martele essa tecla sempre que tenho a oportunidade, entendo quem leu meu story e viu de uma forma diferente.

 

Só que, mesmo assim, eu deixei brechas pra ser interpretado dessa maneira.

 

E, mais uma vez, chamo essa responsabilidade pra mim e te asseguro que o cuidado será dobrado pra que nada semelhante aconteça no futuro.

Pra quem n√£o viu o story, t√° aqui o print:

Você consegue ver como, dado o contexto, algumas pessoas interpretaram o story de uma forma que não condiz com a postura da AM? Vendo a situação toda de agora, eu entendo cada uma delas.

 

E se foi o caso contigo, espero que essa nota de esclarecimento cumpra o seu papel de esclarecer o que ocorreu. Não espero que você passe pano pra ninguém. Só te peço que lembre que até mesmo Família erra às vezes, e eu não sou a exceção disso.

 

Quando eu vi pessoas que tenho contato frequente e que são AMers fãs de carteirinha trazendo essa interpretação pra mim, confesso que senti um embrulho na barriga.

 

Voc√™ que t√° lendo esse texto aqui √© especial pra toda essa Fam√≠lia – e a sua vis√£o sobre o que a gente faz √© de extrema import√Ęncia pra gente. Foi por esse motivo que eu vim aqui: pra gente estar na mesma p√°gina – e tamb√©m pra gente poder virar ela junto.

 

Toda nossa dedicação é pra que você se sinta acolhido e evolua em todos os sentidos possíveis. E qualquer coisa que vá contra isso precisa ser ajustada Рprincipalmente quando foi uma impressão gerada que poderia ter sido antecipada e evitada.

 

Por isso que te peço: se você tiver contato com qualquer mínima coisinha aqui da AM que você perceber que não tá de acordo com o que eu te falei, POR FAVOR FALE COMIGO.

 

Me mande um direct. Responda o email. Mande uma mensagem no whatsapp. Mande uma carta. Um pombo correio. O que for preciso pra que a gente resolva a situa√ß√£o. 

 

Inclusive, se você acha que eu deixei de trazer algum ponto aqui nesse email, se sinta completamente à vontade pra conversar sobre ele comigo pela DM.

 

Repito quantas vezes for preciso: você faz parte de uma Família. Lembre sempre disso.

 

Esse momento de p√≥s-prova t√° sendo extremamente delicado pra v√°aaarias pessoas, e a √ļltima coisa que eu quero fazer √© deixar esse momento ainda mais dif√≠cil de lidar.

 

Nos √ļltimos dias, recebi relatos de alunos que vinham muito bem durante toda a prepara√ß√£o me falando que j√° sabem que esse ano n√£o vai dar.

 

Temos tamb√©m alunos que n√£o se sentem seguros que as 140-145 quest√Ķes v√£o ser suficientes.

 

E a dor que cada um tá sentindo é compartilhada pelo nosso time.

 

Olhar pro futuro e enxergar uma névoa que deixa tudo embaçado é uma imagem horrível. Não saber o que está por vir é extremamente angustiante.

 

E é por isso que, pra não deixar esse email aqui muito grande, eu vou deixar o link pro vídeo da pregação que te falei lá no início desse texto.

 

Durante toda a semana eu vou trazer esse tema pros emails, e a gente vai lidar com isso juntos, de m√£os dadas.

Mas hoje, dadas as circunst√Ęncias, eu deixo esse v√≠deo que tem um significado muito especial pra mim – e que eu sei que pode te ajudar a digerir melhor essa dor que voc√™ talvez esteja sentindo nesse momento:

Tenho, ao mesmo tempo, um enorme orgulho e um prazer de estar escrevendo isso aqui pra você. Orgulho porque sei o quanto você já se dedicou e evoluiu. E prazer porque minha missão é te dar exatamente aquilo que eu gostaria de ter, e é muito gratificante saber que posso contribuir na sua jornada pra alcançar seu sonho.

 

Eu tenho absoluta certeza que a sua aprovação é apenas questão de tempo, e eu te peço que não desista do seu sonho. Eu alcancei o meu, e eu sei que você vai alcançar o seu também.

 

Lembra: você é AMer. Você SE GARANTE. Confio em você pra chegar lá.

 

Encerro esse email com as palavras do grande Cartola, que servem tanto pros mais espiritualizados quanto pros que n√£o s√£o:

 

‚ÄúDeus d√° o frio conforme o cobertor‚ÄĚ

 

Sua hora vai chegar. Segue em frente. T√° pertinho.



Um abraço do seu mentor que sente que agora estamos na mesma página (e que vamos virar ela juntos),

 

Pedro Gesteira.

HorizontalL

Copyright ¬ģ AMentoria2023

Av. Engenheiro Roberto Freire, 1962 - Capim Macio, Natal - RN, 59082-095